quarta-feira, 31 de outubro de 2012

Just One Wish, Janette Rallison


Está ai um livro que conquista você sem fazer muito esforço!

Anikka e a família estão passando por um momento bastante difícil. O irmãozinho de Anikka, Jeremy – foi diagnosticado com câncer e está prestes a fazer uma cirurgia delicada.

Com o intuito de fazê-lo se sentir mais forte para a cirurgia Anikka resolve contar uma historinha para o irmão: Que ela tem um gênio da lâmpada e com ele três desejos. Um já foi usado por ela, mas ainda faltam dois. Uma dos dois desejos o irmão tem que utilizar para a cirurgia, para que tudo ocorra bem, o último desejo pode ser usado como o irmão quiser.

Anikka inventa a história já prevendo que o irmão vai pedir o boneco do Teen Robin Hood – seriado que está fazendo sucesso e do qual Jeremy é fã. Mas o irmão acaba surpreendendo e pedindo em vez disso que o próprio Robin Hood o visite.

Refeita do susto, Anikka não quer perde a confiança que Jeremy deposita nela e por isso decide fazer o que for preciso para que o ídolo pop em pessoa venha ver o seu irmão. O plano é simples, ir a Hollywood, falar com o ator e convencê-lo a ver seu irmão. Não pode ser tão difícil não é?
Esse livro é tão divertido. Claro que possui a parte mais emotiva relacionada com a doença do irmão, mas o livro passa longe de qualquer ‘baixo-astral’.

Existem cenas impagáveis. E nem demoram muito para aparecerem. O começo do livro me lembrou muito de um filme que adoro e todo mundo conhece, ‘Um Herói de Brinquedo’ (Todo natal eu tenho que assisti-lo. Haha). A cena tinha a mesma ideia do filme e eu rir horrores. Foi a Anikka indo comprar o Boneco para o irmão. O livro toda na verdade daria um ótimo filme. Lendo eu conseguia até imaginá-lo.

O que me surpreendeu muito foi o final. Apesar de contar uma história bem surreal, daquelas que você acredita que seja difícil de acontecer, a autora fechou o livro com um realismo incrível. Ponto para ela.

Ok. Acho que tudo me surpreendeu. Eu não esperava que o livro fosse tão bom. Conquista do início ao fim!

Todos leiam ‘Just One Wish’! Ah, e o inglês é ótimo para quem quer começar!

Editora: Putnam
ISBN:  9780399246180
Publicação: Ed. 2009
Páginas: 264
Idioma: Inglês

domingo, 28 de outubro de 2012

Eu e os livros essa semana #82


Meme semanal sobre as minhas leituras. O que eu li, reli, estou lendo e pretendo ler. Além dos livros que recebi durante a semana”.


Oi gente!

Domingo passado eu não consegui postar a coluna porque o fim de semana foi lotado de coisas para fazer e acabei nem ficando em casa, mas hoje estão aqui os livros que chegaram. Mas antes...

Livros Lidos:

Between The Lines – Jodi Picoult e Samantha Van Leer. - Resenha
Stealing Parker – Miranda Kenneally
The Raven Boys – Maggie Stiefvater

Chegou por aqui:

  *Syster Slam: Esse livro é uma road trip narrada em verso. Adorei a mistura, espero que funcione! E essa capa não é linda?

*The Juliet Club: ITÁLIA! Preciso dizer mais?
 *Hold Me Closer Necromancer: Outra capa linda, mas com uma sinopse longe de ser clichê. Estou muito curiosa principalmente por ter sido um livro muito bem recomendado!

*Psy Major Syndrome: UNIVERSIDADE! Mais um que veio para a lista por sair do mundo ‘High School’.
 *The Raven Boys: Já lido e amado! Nem tinha dúvidas, afinal a Maggie é demais!

*O Rosto que Precede o Sonho: Ganhei num sorteio feito pelo próprio Maurício em seu site. Fique muito feliz já que amei a escrita do autor. Veio autografado!


E-books recebidos do Netgalley para resenha:







*Uses for Boys: Capa mais que linda!
*Dancing in the Dark:Ballet!!!
*Fifty Shades of Mr. Darcy – Blasfêmia total, eu sei, mas quero ver! haha
*Eleanor e Park - *_______*
*Stealing Parker: Já li e achei bem melhor do que o ‘Catching Jordan’.


Como foi a semana de vocês!?

quarta-feira, 24 de outubro de 2012

Between The Lines, Jodi Picoult e Samantha Van Leer


Eu queria ler algo da Jodi Picoult há bastante tempo, mas não estava muito no clima dos livros adultos de sua autoria, por isso quando vi esse YA que ela escreveu junto com a filha não pensei duas vezes.
Tudo bem que não é a mesma coisa, mas pelo menos deu para sentir a escrita da Jodi. Que é bastante envolvente. Com certeza vou querer ler os livros adultos dela – quando tiver no clima, claro.

‘Between The Lines’ é uma graça de livro. Um conto de fada com todos os seus ingredientes. E como um típico fairy tale nos proporciona uma leitura leve, agradável e que estimula nossa imaginação.

Delilah é uma garota que não é popular no colégio, pelo contrário, com seu jeito mais tímido acabou se isolando e sendo isolada. Ela é apaixonada por livros e além deles só tem uma única amiga. A mãe e ela vivem sozinhas desde a separação dos pais. Esse é outro motivo para Delilah não considerar sua vida uma das melhores.
Quando ela encontra o ‘Between The Lines’ na estante da escola se apaixona pelo conto de fadas que foge um pouco do tradicional. O livro se torna mais especial ainda quando Oliver, o protagonista da história, começa a falar com Delilah.  Isso mesmo, falar com Delilah.
No começo Delilah não consegue acreditar nessa possibilidade, mas aos poucos a vida de Oliver parece ser realmente real.
Isso realmente é possível? Delilah vai conseguir trazer Oliver para o mundo real e realizar o desejo dele? E a vida de Delilah vai se torna um conto de fadas como ela sempre quis?

O livro é dividido entre três narrativas. Nós acompanhamos a história lida pela Delilah, a vida de Oliver dentro do livro depois que os leitores se vão e a própria vida da Delilah.

A história é tão criativa. Imaginem que os personagens das histórias lidas por nós sejam de fato reais e que depois de os lermos eles continuem vivendo lá dentro, esperando pelos próximos leitores para recontarem a história. Esse é o mote do livro e eu fiquei encantada. Adorei a forma como as autoras descreviam o que acontecia depois que o livro era fechado.

A edição também contribui bastante para o clima do livro. Ele é cheio de ilustrações e possui letras coloridas marcando as narrativas. Além de ser também bem atual nas referências.

E não posso deixar de falar que quem ama livros vai se encantar e se identificar com as coisas que a Delilah fala e pensa. O príncipe da história, Oliver, também é outro personagem agradável. Por ser um príncipe diferente é ainda mais apaixonante. Adorava as coisas que ele falava para a Delilah, sempre com tanta naturalidade.

Eu adorei cada pedacinho do livro e ficaria falando horas e horas sobre, mas...

Leiam! =)



Editora: Simon & Schuster
ISBN: 9781442457393
Publicação: Ed. 2012
Páginas: 320
Idioma: Inglês

terça-feira, 23 de outubro de 2012

O Começo do Adeus, Anne Tyler


Resenha por Ciane Cabral!

Aaron lutou desde sua infância para se livrar dos ‘’mandos e desmandos’’ de sua irmã mais velha, Nandina. Fugiu de qualquer menção a protecionismo vinda dos pais e da compaixão que despertava nas pessoas por ter deficiência no braço e na perna direita. Deficiência essa, adquirida devido a uma doença na infância (o que fez com que mãe dele se sentisse’’mega’’ culpada! tadinha...). De certa forma acho que a personalidade de Aaron foi moldada por sua deficiência e as consequências dela em sua vida e na vida de sua família. Quando comecei a ler o livro antipatizei o protagonista logo de cara sem nem saber por quê. Pensando nisso agora, acho que foi esse escudo que ele criava tentando proteger a si mesmo, com medo da piedade dos outros.

Nosso Aaron cresce e ao se relacionar com as mulheres acaba sempre atraindo o tipo ‘’maternal’’, justamente o tipo que ele quer passar longe... Mas o destino dá uma força e ele acaba conhecendo Dorothy, uma médica dedicada ao trabalho, de personalidade prática e alguns anos mais velha que ele. Eles são diferentes em muitos aspectos, mas ela parece ser tudo aquilo que Aaron sempre procurou: uma mulher que não fique lembrando ele o tempo todo que ele tem uma deficiência.

No começo do romance deles (na verdade nem achei assim tão romântico, mas vá lá...), Dorothy me pareceu tão fria! Eu ficava me perguntando onde estava a paixão, mas depois compreendi que a personalidade de ambos não permitia uma paixão avassaladora. Com o casamento, eles conseguem construir um lar simples, tranquilo e aparentemente feliz até que um dia depois de uma discussão boba um acidente acontece: uma árvore cai na casa deles e Dorothy morre.

Aaron fica arrasado, sente como se tivesse perdido uma parte sua e só consegue encontrar consolo e paz nas aparições de Dorothy. Paz que dura pouco porque com essas aparições ele vai refletindo sobre seu relacionamento com Dorothy, questionando-se, percebendo seus erros, erros que ambos cometeram e ao mesmo tempo percebe o quanto se amavam. No processo de dizer adeus a mulher que tanto ama ele descobre... É, pois é... Melhor parar por aqui... rs

Pra ser sincera, o livro passou longe de se tornar um dos meus livros preferidos. É bom?É! Principalmente quando vai chegando ao final e. Ops!Não posso entrar em detalhes, mas posso dizer que apesar de não ser tão sensacional e tocante quanto eu achava que seria ‘’O Começo do Adeus’’ revelou-se uma boa pedida para um fim de semana em que você quer uma leitura mais relax...

Editora: Novo Conceito
ISBN:   9788581630397
Publicação: 1ªed 2012
Páginas: 208
Idioma: Português
*livro recebido para resenha

quinta-feira, 18 de outubro de 2012

Jellicoe Road, Melina Marchetta


Esse livro ganha o prêmio de ‘Inicio Confuso’ do ano. Fique tão perdida que quase desistir da leitura. Só não desistir –Thanks God- porque esse livro só recebe notão no goodreads e, além disso, sou perseverante e sempre penso positivo! Haha

Estava lá pela página 130 e poucos, quase pedindo ajuda para alguém (ILUMINEM-ME!) e até mesmo pensando em uma consulta psicológica (alguma coisa errada comigo, com certeza!) quando...

As nuvens carregadas foram aos poucos se dissipando e tudo foi se tornando mais claro e... MINHAGENTE! Que livro é esse?

A Marchetta criou uma história completamente inteligente e intrigante. Algumas partes do mistério eu já acreditava saber a resposta, mas a maioria realmente ficou para o final. E que final!

Falar da história fica difícil sem com isso acabar soltando algum spoiler, basta dizer que tem muita coisa boa em um só livro: Colégio interno, Austrália, Mistério, Humor, Drama, Romance, personagens delicious, crush literário, muito segredo. O que mais um leitor ávido por entretenimento pode querer?

Essa quantidade de emoções foi incrível durante a leitura. Em alguns momentos eu estava confusa, em outros suspirando (Jonah!), mais lá na frente chorando, do nada rindo. Fiquei fascinada! Já tinha lido outros livros da autora, mas sem dúvida ‘Jellicoe Road’ se destaca.

 É divo minha gente! Oremos para que esse livro chegue por aqui! E a esperança parece está do nosso lado, já que a ID vai lançar a série de fantasia da autora em breve! o/


Editora: Haper Collins
ISBN:  9780061431852
Publicação: Ed. 2012
Páginas: 419
Idioma: Inglês
*Esse livro é parte do desafio Printz.

quarta-feira, 17 de outubro de 2012

Starters (Starters #1), Lissa Price.



Resenha por Ciane Cabral!

STARTERS se passa em um mundo radicalmente transformado pela Guerra dos Esporos, uma guerra em que todas as pessoas entre 20 e 60 anos morreram!

Callie, a protagonista, vive, ou melhor, sobrevive escondendo-se com seu irmão mais novo Tyler e seu amigo Michael, em prédios abandonados. Os três lutam juntos contra as dificuldades e rebeldes que são capazes de qualquer coisa por um pouco de comida. Qualquer coisa mesmo! Até matar!

Mas as coisas vão ficando cada vez mais difíceis para o lado dos três e o pequeno Tyler fica com sua saúde seriamente em risco. Callie vê como única solução um lugar chamado Prime Destinations. Uma empresa para lá de sinistra que fica situada em Beverly Hills. A especialidade da Prime é contratar adolescentes e alugar seus jovens e belos corpos (antes do aluguel, os adolescentes passam por um processo de embelezamento lógico) para Enders! E o dono da empresa é um homem misterioso conhecido como O VELHO.

E o que são Enders? Nada mais nada menos que idosos que sonham em ser jovens novamente e curtir a vida como se não houvesse um amanhã!

A empresa paga bem e Callie desesperada por dinheiro aceita alugar seu corpinho, mas durante seu terceiro e último aluguel, algo sai errado e as coisas saem do controle... Sim, graças a um probleminha no neurochip inserido nela, Callie retoma o controle do seu corpo antes do aluguel terminar e pior... Ela consegue se comunicar com a Ender que alugou seu corpo. Uma rica idosa chamada Helena, que vejam só...Tem planos de assassinar um senador!Callie e Helena ficam se revezando no controle do corpo e unem-se contra os planos de Prime Destinations que se revela muito mais sinistra do que Callie imaginava.

Já faz um bom tempo que li esse livro, mas ainda lembro bem o quanto fiquei super empolgada com a história. Gosto de histórias futuristas e Starters com seu mundo dizimado por uma guerra nos apresenta uma sociedade nascida das cinzas onde idosos são capazes de viver duzentos anos ou mais, crianças e adolescentes que perderam seus pais têm que viver fugindo e passando dificuldades, os orfanatos são prisões onde eles passam maus bocados e os ricos, bem... Ricos são sempre ricos, não é mesmo?

O forte do livro não é o romance, mas calma românticos de plantão! Tem romance sim, um triângulo amoroso em que uma das pontas se revela uma grande surpresa. Eu mesma fiquei em choque! O que eu quis dizer foi que se não tivesse romance, o livro seria igualmente bom. E cá entre nós, por que na maioria das vezes tem que ser um triângulo amoroso?

Starters tem ação, suspense, romance, alguns trechos engraçados (vai depender do seu senso de humor, o meu, por exemplo, é meio estranho...) e muitas surpresas que ti mantém ligado no livro. E o final então? Quero o próximo livro rapidinho...

Ah, muita gente comenta que a capa é linda. Gosto da estranheza que ela causa. Quando levava o livro para o trabalho, meus colegas sempre perguntavam se o livro era de terror! Pensavam que era sobre fantasmas...

Ah, não posso deixar de dizer que simpatizei com O VELHO (uma espécie de vilão, mas será que é vilão mesmo? Hum...)

É isso!

Boa leitura!

Editora: Novo Conceito
ISBN:   9788581630144 
Publicação: 1ªed 2012
Páginas: 368
Idioma: Português
*livro recebido para resenha

terça-feira, 16 de outubro de 2012

#AppReview: ‘The World of Richelle Mead’

Hoje a resenha vai ser um pouco diferente, mas mesmo assim tudo a ver com livros e o blog, claro. Vou falar um pouquinho sobre um aplicativo para ipad/ Iphone e afins maravilhoso – principalmente se você for fã da Mead como eu, mais especificamente se for fã de suas séries Young Adult Vampire Academy e Bloodlines.

Fonte: Google
Ao abrir o app pela primeira vez você é recebido por uma mensagem da autora apresentando a série e, claro, o aplicativo. Mas o destaque mais legal da mensagem é sem dúvida a parte em que ela diz que em 2013 sairá o primeiro livro da sua nova série adulta. !!! QUERO !!! 

Foto meio estranha eu sei, não sou boa fotógrafa! 

Fonte: itunes
 O aplicativo é dividido em quatro partes, vou resumir cada uma delas:

- ‘Your Books’: Você tem a oportunidade de ler alguns capítulos de cada livro das séries gratuitamente. O diferencial é que durante a leitura você pode ler comentários disponíveis, inclusive da própria autora.
Fonte: itunes

Timeline =)
 - ‘Guide’:

Character Map: Apresenta o perfil de cada personagem de uma forma bem dinâmica. As fotos estão penduradas através de medalhões (lindos!). Além de conhecer o perfil individual, é possível mexer os medalhões e conhecer a relação entre os personagens.

Timeline: Arredondado, essa sessão é uma espécie de resumão da série. Em um curto tempo você consegue ficar por dentro dos principais acontecimentos.
Richelle Mead + Video
 - Richelle Mead: Como o próprio nome adianta essa parte do aplicativo nos dar a oportunidade de conhecer mais a autora. Inclusive, através de alguns vídeos!
Comunidade!

- Community: Os fãs não ficaram de fora e tem lugar especial no aplicativo. Através da ‘comunidade’ você pode interagir com outros fãs da série ao redor do mundo. E os fãs também podem dividir seu amor pela série através de várias redes sociais.

Agora o melhor de tudo é que o aplicativo é GRATUITO! Então, fãs da série não percam tempo e vamos matar saudade por lá!

domingo, 14 de outubro de 2012

Eu e os livros essa semana #81


Meme semanal sobre as minhas leituras. O que eu li, reli, estou lendo e pretendo ler. Além dos livros que recebi durante a semana”.

Livros lidos:
‘Small Damages’, Beth Kephart – Resenha
‘Just One Wish’, Janette Rallison
‘Um Lugar para Ficar’, Deb Caletti

Lidos Recebidos:





 *The Dust of 100 Dogs: Piratas!! Só eu tenho uma queda por piratas?

*Boys, Bears and a serious pair of Hiking Boots: Amei o livro ‘sophomoreSwitch’ que li dessa autora, tem um tempinho que queria ler outro dela! 
 *And The Things Fall Apart: A protagonista vai se jogar na leitura de ‘The Bell Jar’!

*Baby Proof: Emily Giffinnnnnnnnnnnnnnn! É SEMPRE bom!

 *Secrets of a Summer Night: Dica da Fabinha! Estou com saudade de ler um bom romance histórico.

*Ever After: Eu amo esse filme! Estou viciada nesses livrinhos inspirados em filmes!


Como foi a semana de vocês? =)

quinta-feira, 11 de outubro de 2012

[Na Minha Estante] Clássicos, Queridos Clássicos!


Lendo alguns posts do blog da Mirian eu fiquei extremamente animada me lembrando de quando eu lia muitos clássicos, da época do colégio, onde junto a cada escola literárias aprendidas eu lia as obras que mais me chamavam atenção. Lembrei também o quanto eu me divertia com as histórias, o quanto elas me entretinham. Quando a maioria dos meus amigos lia por obrigação, eu lia por prazer. Não que eu não leia clássicos agora, mas com certeza os leio com uma frequência menor do que antes.

Enfim, inspirada, resolvi trazer hoje para a coluna ‘Minha Estante’ alguns dos clássicos pelos quais tenho um carinho imenso, os quais sem dúvida indico para aqueles que querem começar a se aventurar por esse mundo.

*Utopia: Já falei dele por aqui. Sou apaixonada pela contemporaneidade do Morus. Uma leitura tão rápida e gostosa que surpreende. E quem ai lembrou-se de ‘Para Sempre Cinderela’? Não foi à toa que esse filme se tornou querido, cita um dos meus livros preferidos!

*Orgulho e Preconceito: Acho que não precisa de descrição. Meu amor por esse livro está mais do que claro. =)

*TUDO DE ALUÍSIO DE AZEVEDO: Meu conterrâneo me conquistou completamente com ‘O Mulato’. É o meu preferido dele, mas indico qualquer um. Ele é o cara!

*José de Alencar: As minas piravam, sem dúvidas, nos folhetins dele naquela época.  Novela de alto nível! O romance Urbano é a minha fase preferida do autor. ‘Senhora’ e ‘Diva’ encabeçam minha lista de queridinhos do Alencar.

*Outro livro diversão pura é ‘A Moreninha’, mais uma dica para quem gosta de novela com bastante açúcar.

*Amor de Perdição: Eu sei, eu sei... Esse livro é completamente ‘corta os pulsos’, mas eu adoro. Acho que são aquelas ruas estranhas descritas no livro ou o barco, não tenho certeza. Haha

*O Auto da Compadecida é um clássico do teatro e está na pilha representando os vários clássicos teatrais que eu adoro. Gene, eu fazia Artes Cênicas! Esse livro é hilário! O filme ficou bem fiel à obra, mas tem várias situações divertidíssimas do livros que ficaram de fora do filme. Quer dizer, o que mais você precisa para corre e ler?

*Estão sentindo falta de alguma coisa? Itália talvez? Resolvo isso com ‘Brás, Bexiga e Barra Funda’. Imigrantes Italianos em São Paulo!

Claro que Machado de Assis não poderia ficar de fora. ‘Helena’- sim, não ‘Dom Casmurro’ – é o meu livro preferido dele.

Tenha vários outros clássicos queridos, mas esses tem lugar cativo por serem os primeiros. Aqueles que me incentivaram a continuar lendo sabe?

Agora me contem sobre os seus queridos clássicos.

quarta-feira, 10 de outubro de 2012

Mini-Reviews #2

Amplified (Amplified #1) – Tara Kelly
Comprei esse e-book depois dos inúmeros elogios que ouvir a respeito da história e também por que ‘livros musicais’ sempre fazem meus olhinhos brilharem. Sou apaixonada por referência musicais em livros e no caso de ‘Amplified’ não existe só referência como também uma protagonista que toca guitarra e uma banda completa (!).
Jasmine acaba sendo expulsa de casa depois de falar para o pai que não que ir para a universidade, que precisa de um tempo para ela e a música e assim quem sabe viver disso. Na busca por um lugar para morar ela vai encontrar uma banda que precisa de um guitarrista e de quebra mais uma pessoas para dividir o aluguel. Só que para morar com eles e participar da banda Jasmine terá que provar que tem talento e que pode pagar as contas.
Esse livro é tão legal! Jasmine está numa situação bem difícil quando sai da casa do pai e nem por isso se deixa abater pela situação. Não tem como você não se solidarizar com o que ela está passando. Em resumo: você de cara gosta dela. Além de música e empatia com a protagonista o leitor acompanha o desenrolar de uma banda em busca do sucesso. Incluindo ai a convivência de Jasmine com os outros caras da banda (a vocal é uma garota, mas ela não mora com eles). E, claro, tem romance do baum! O que é esse baixista? Haha
Eu me apaixonei pelo livro logo nas primeiras páginas e não o larguei até o final. Final esse que deixa várias perguntas no ar, o que acaba te deixando menos nervosa depois que voe descobre que é uma série!
É isso ai!! Vai rolar um segundo livro e eu não vejo a hora de lê-lo e saber mais sobre a Jasmine e, claro, um pouco mais sobre a banda C-Side!
5/5 
                                                          

Small Damages – Beth Kephart
Já o que me levou a comprar ‘Small Damages’ foi o plot ‘garota grávida que viaja para a Espanha’. Ok, a história é mais complicada do que isso, mas vai dizer que um bom drama no estrangeiro não é convidativo?
Kensie engravida do namorado Kelvin e ao contar a notícia para a mãe acaba intimada a ir para a Espanha para ‘resolver’ o problema. Esse ‘resolver o problema’ foi o arranjo da mãe de Kenzie para encontrar uma família que ficará com a criança, mesmo determinada a ficar com o filho ela não tem outra opção que não ir para Sevilha. Afinal, ninguém pode saber.
Lá, ao conhecer pessoas com Estela e Esteban, ela vai se confrontar com aspectos da vida dela que há muito tempo não pensava e principalmente terá que se preparar para fazer a escolha certa.
Pensem num livro bem escrito! Small Damages é um poema de tão melódico. As descrições são vividas. SD se enquadra naqueles livros que você tem vontade de marca todas as páginas, já que estão recheadas de belas palavras.
Adorei o setting do livro - Sevilha, Espanha – adorei os personagens. Além da Kenzie, gostei da mandona Estela e do tímido Esteban. Esses dois últimos me surpreenderam muito com a carga emocional de suas histórias.
O que me levou a dar quatro estrelas então? Bom, o final foi um pouco aberto. Claro que a forma como a história foi levada acabou ficando bem mais real, mas ainda assim eu queria descobrir mais coisas. E não só porque a história é boa, é porque fiquei cheia de dúvidas e expectativas. Estou frustrada! Se a kephart quiser escrever um repeteco será bem-vinda!
4/5


domingo, 7 de outubro de 2012

Eu e os livros essa semana #80

Meme semanal sobre as minhas leituras. O que eu li, reli, estou lendo e pretendo ler. Além dos livros que recebi durante a semana”.



80? Nem acredito que consegui ser disciplinada a esse ponto. Estou orgulhosa da minha pessoa! Outro motivo de orgulho foram os livros que li, consegui espantar a preguiça e ler bastante!


Livros lidos:

‘Speechless’ Hannah Harrington
‘Um Ano Inesquecível’ Ronald Anthony
‘Jellicoe Road’ – Melina Marchetta
‘Amplified’ (Livro #1) – Tara Kelly 


Livros recebidos:

 *Once Burned: Spin-off de Night Huntress! Vlad como protagonista! Ahm, vários motivos emocionantes!

  *Grave Mercy: Esse YA de ficção histórica está recebendo tanto elogio que fiquei curiosa. Não leio tantos livros assim, mas os que li acabei adorando. Espero que esse seja assim também.

   *Angelfire: Esse livro está ‘há décadas’ na minha ‘wish list’. Também primeiro livro de uma série!

   *Fingerprints of you: Tem uma mistura ótima: Drama familiar, garota grávida e Road Trip. *_*


Comprei um ebook essa semana:


*Amplified: Também é uma série! Fiquei passada quando soube, mas depois do final entendi o porquê! Foi uma surpresa incrível, o livro é maravilhoso. Quero muito saber o que vem por ai no segundo livro. Pena que não tem data de lançamento! =x


Enfim semana #muitoamor! Espero que a de vocês também tenha sido! Agora me contem o que vocês leram!

sexta-feira, 5 de outubro de 2012

Um Ano Inesquecível, Ronald Anthony (+ Sorteio)


Mickey Sienna tem 83 anos e depois da morte da esposa permaneceu morando na casa que eles dividiram por toda a vida de casado. Mas depois de um incidente os filhos decidem que é melhor para o pai que ele não viva sozinho.

Jesse, o caçula da família, sugere que o pai vá morar com ele. O pai acaba concordando e se muda para a casa do filho e os outros filhos mesmo relutantes aceitam. Jesse quer fazer dessa mudança uma oportunidade para conhecer mais o pai – algo que nunca foi completo, principalmente por Jesse ter sido o filho tardio, com grande diferença de idade para os outros irmãos.

Mas as coisas não caminham como Jesse deseja e a convivência com o pai pode não ser das mais fáceis. Adicionado a isso tem Marina, a atual namorada de Jesse. Depois de conhecê-la o pai de Jesse tem certeza de que ela não é qualquer mulher e tentará mostrar ao filho isso.

Jesse, entretanto, viveu vários relacionamentos que acabaram fazendo com que ele não acreditasse em nada duradouro, a máxima dele com relação à Marina é viver cada dia de uma vez. Nada de planos para o futuro. E para os dois isso tem funcionado. Marina também veio de um relacionamento eufórico que não funcionou.

Mickey não se dar por satisfeito e vai, através da sua história, passar para o filho a importância de viver um grande amor e de confiar em que- se for verdadeiro- ele vai durar para sempre.
Esse livro traz uma história que é natural como respirar e fascina principalmente por essa simplicidade. Eu me encantei de uma forma tão grande com a história que me joguei na leitura completamente. Nem o final me forçou a sair do mundo dos Siennas.

Falei em outro post sobre a sensação ‘Nicholas Sparks’ que o livro tem, mas rapidamente o autor foi apresentando o seu jeito de escreve e acabei nem mais pensando nisso com o desenvolvimento do livro. Esse é o primeiro livro do autor e ele já começou muito bem. Com certeza vai valer a pena esperar pelos próximos trabalhos.

Não posso deixar de falar que fiquei surpresa. Não imaginei que o livro fosse mexer comigo e adorei a surpresa. Dei boas risadas no relacionamento de Mickey e Jesse, de como eles enganavam um ao outro - ou pelo menos pensavam que enganavam – com relação ao que eles estavam sentindo. Suspirei e quis dar uns tapas (para ver se eles acordavam) nos momentos Jesse/Marina e me emocionei muito com o amor narrado pelo Mickey e nos lanços que foram surgindo entre o pai e o filho.

AHHHHHHHHHHHHH, o livro é muito bom gente! Para quem gosta de um bom romance é uma ótima leitura.

Editora: Novo Conceito
ISBN:   9788581630335
Publicação: 1ªed 2012
Páginas: 336
Idioma: Português
*livro recebido para resenha

a Rafflecopter giveaway

quinta-feira, 4 de outubro de 2012

Speechless, Hannah Harrington

 Dear Hannah Harrington, Do you want to be my friend? ‘Cause, Girl, YOUR BOOKS ROCKS!


Sério, a minha amiga Hannah escreve bem demais e são histórias refrescantes. Daquelas que não se leem sempre por ai.

Eu li ‘Saving June’, debut da autora, e foi incrível, um dos melhores que li esse ano. Fiquei surpresa por quão rápido ela lançou o segundo livro, mas, claro, igualmente feliz. Estava louca para saber como a Harrington se sairia no seu próprio trabalho. E ela não desapontou.

O livro conta a história de Chelsea, uma garota que tem um problema sério quando estamos falando em manter a boca fechada. Chelsea não tem noção de como suas fofocas e as palavras podem machucar as pessoas até que durante uma festa ela acaba expondo aos amigos o que viu Noah Beckett fazer. Noah acaba em coma depois de ser agredido pelos amigos de Chelsea. A confusão criada por ela não termina por ai, com a consciência pesada pelo que aconteceu ela denuncia os agressores e vira o alvo dos tais ‘amigos’ no colégio.

Isolada no colégio e percebendo os danos que provocou ela resolve fazer um voto de silêncio e assim evitar se meter em mais problemas, ao mesmo tempo em que tentará encontrar conforto depois de tudo o que aconteceu.

“Hate is...it's too easy," he says. His face calm, calmer than it has any right to be, his eyes not wavering from mine, like he's so completely sure of what he's saying. "Love. Love takes courage.” 

Conviver com a culpa não será fácil, mas essa trajetória reserva bastante surpresa para Chelsea. Algumas não tão boas, mas outras que certamente valerão as dificuldades.

O livro trata de assuntos fortes e bem atuais como o preconceito e a violência contra homossexuais, além do Bullying. A autora conseguiu trabalhar esses temas com bastante propriedade equilibrando-os com uma parte mais leve ao narrar Chelsea fazendo amigos e redescobrindo sua verdadeira personalidade, além de um romance: Super sweet e nada clichê.

Falando em coisas longe de clichê, a minha parte preferida foram as cenas no restaurante onde os novos amigos da Chelsea trabalham. Asha, Dex, Lou, Andy e Sam abrilhantam o livro com personalidades singulares.  Eu amei esse povo, queria me jogar no livro e comer o sanduíche top feito pelo fofíssimo Sam. Sim, gente, além de nerd ele sabe cozinhar muito bem. Quer mais o quê?

E já que estamos no lado fofo do livro, quer coisa mais linda do que Noah e Andy. Gente! Quero me jogar nesse livro! Já falei isso?

Leiam, leiam! Não pensem duas vezes quando pegarem algo da Hannah Harrington para ler! Vicio garantido!

Editora: Harlequin Teen
ISBN:  9780373210527
Publicação: Ed. 2012
Páginas: 268
Idioma: Inglês
Onde comprar: BookDepository




Um parêntese para falar dessa edição que é linda, de deixar você babando. Ele é todo branquinho, mas a textura é bem diferente além de ser metalizado. O livro tem abas e as letras tanto no título quanto na frase são em relevo. Sério, amei cada pedacinho dele. Tanto pelo conteúdo quanto pela roupagem!

Algumas fotos:
 *Clique na foto para ampliar