quinta-feira, 31 de maio de 2012

2ª Chance, James Patterson.

Esse suco de laranja estava ótimo! =)
Lindsay está aos poucos se recuperando de tudo o que aconteceu no primeiro livro (‘1ª a Morrer’ – ler resenha aqui), mas se recupera não será fácil. Mesmo assim chega a mão de Lindsay um caso que parou a sociedade e gerou revolta: Um atirador abre fogo contra várias crianças que estavam saindo de uma igreja. E uma menininha morre, deixando muitas dúvidas no ar. Foi ‘sorte’ diante de um tiroteio apenas uma vítima fatal? Ou a menina era uma vítima premeditada?

A parti daí vários crimes acontecem e parecem ser completamente distintos, mas o extinto de Lindsay diz que algo entre eles está ligado. E ela vai ter que lutar contra o tempo para descobrir como isso é possível e quem é responsável.

O caso como sempre é instigante e muito bem estruturado. Tensão máxima até o fim.

Lindsay está completamente focada no caso nesse livro. O lado pessoal só abre brecha para a volta inesperada do pai que abandonou ela e a família quando ela tinha treze anos de idade. E o que ele quer agora é uma incógnita para Lindsay.

A vida amorosa dessa vez é focada na vida de Cindy. E, além disso, Cindy ganha cada vez maior participação nas investigações. O legal é que por vezes até a sede por notícias fica em segundo plano para ajudar a amiga.
O final também conseguiu me surpreender. E o que eu achei que aconteceria se tornou ainda maior. Resultado: aquela reviravolta no final!

Quem ainda não leu os livros dessa série comece! Vale muito a pena!

Editora: Rocco
ISBN: 9788532524706
Publicação: 1ªed.2009
Páginas: 351
Idioma: Português
Onde Comprar: Submarino

terça-feira, 29 de maio de 2012

Mahalia, Joanne Horniman.

Eu escrevendo a resenha! =)

Esse livro veio chegou na minha basket por uma alta recomendação, então estava bastante ansiosa para ler e saber se era realmente tão incrível quanto toda a ‘propaganda’ que me foi feita.

Só o fato de o livro ter recebido cinco estrelas e entrar na minha lista de favoritos adianta a vocês o quanto eu gostei do livro e que de fato, a propaganda toda não foi enrolação ou exagero de leitor emocionado. Adorei Mahalia! O livro tem personagens realistas e nem vou comparar a Joanne Horniman com outra autora que gosto nesse estilo de narrativa porque ela tem um modo peculiar de contar a história – isso mesmo, um jeito só dela. Adorei.

Matt e Emmy têm apenas dezessete anos quando Mahalia nasce. Mesmo com a inexperiência eles decidem manter o bebê e que juntos vão cuidar da filha. Seis meses depois do nascimento de Mahalia, Emmy diz que precisa de um tempo e vai passa-lo com a avó, já que não mantem mais relação com os pais desde a descoberta da gravidez. Sem Emmy, Matt precisa manter a decisão de ambos de tomar conta da filha. Sozinho.

O livro conta as dificuldades e superações de uma grande responsabilidade. Principalmente por ser uma responsabilidade que não deveria ser tida com a idade de Matt, entretanto o livro não vai ficar preso nos erros que os protagonistas podem vir a sentir, mas sim no que tem que ser feito para conviver com uma nova realidade: amadurecer mais cedo, encarar o cuidar e o educar de um filho.

O livro é narrado com uma sensibilidade incrível por Matt. Cada dia, cada tentativa, cada frustação, as escolhas... Tudo muito bem esmiuçado pela autora. A relação de Matt com Mahalia é o ponto central do livro. E é tão lindo ver como eles vão se conectando, como o Matt vai criando o jeito ‘papai’ de ser.

Eu não sei vocês, mas eu adoro quando tem descrições de bebês (!) na narrativa. E quando elas são bem feitas fica tudo ainda mais real. Eu vi a Mahalia! E que baby mais inteligente! haha

O livro tem vários personagens que estão ou entram na vida de Matt e que ganham destaque e cativam o leitor, como a Eliza, a Virginia e o Otis!

Alguns podem estar se perguntando: e a Emmy? A mãe do bebê aparece?

O Matt ao longo do livro vai lembrando situações e contando um pouco da história dos dois para o leitor e nós podemos ter uma pequena noção do por que dela deixar a filha e Matt para trás. Mas não é a mesma coisa de estar na cabeça dos personagens, por isso a autora escreveu também um livro sob o ponto de vista da Emmy chamado ‘Little Wing’. Eu não sei se lerei, afinal sou totalmente Team Matt!  Agora, se ela aparece nesse livro? Como Matt vai se sair como pai?

Só lendo para saber! =)

Editora: Laurel Leaf Library
ISBN: 9780440237891
Publicação: 1ªed
Páginas: 184
Idioma: Inglês
Onde comprar: Better World Books

domingo, 27 de maio de 2012

Eu e os livros essa semana #63

“Meme semanal sobre as minhas leituras. O que eu li, reli, estou lendo e pretendo ler. Além dos livros que recebi durante a semana”.


 Bom-dia (já no clima do novo acordo ortográfico) a todos!

Essa semana ficou no ‘quase não tem eu e os livros’, por que os livro só chegaram no sábado! Yes, ontem de manhã! Eu já estava triste e desolada quando o carteiro chegou com três livrinhos lindo. E eu quase abraço o carteiro! Haha

Eu li só um livro essa semana: ‘Magic Study’ da Maria V. Snyder. Falei que eu ia esperar mais um pouco para continuar, mas não resistir. E agora estou lendo ‘Viva para Contar’, que como disse para vocês semana passada está combinando mais com o meu clima de leitura. E que livro bom! Estou apaixonada! =)
 Chegaram dois livros da Sara Zarr. Tinha vontade de ler algo dessa autora já que ela é bastante elogiada. ‘Sweethearts’ sem dúvida é o titulo que eu mais queria ler. li várias resenhas legais e fiquei curiosa.
 Outro que me deixou curiosa – só que dessa vez pela sinopse – foi ‘Once was Lost’. As capas são simples, mas lindas!
 O último, mas não menos importante, foi ‘Please Ignore Vera Dietz’. Que eu sempre tive vontade de ler. A história parece ser intrigante. E como estou no clima ‘mistério’, ele veio em boa hora. Eu gosto dessa capa. É simples e tem personalidade. Acho que o mistério já começa pelo significado desse isqueiro ai na frente. Fora esse título não é? A leitura começando antes mesmo das páginas serem abertas...
 O HC é lindinho! Adorei o efeito ‘torto’ das letras na lombada!

E pra fechar recebi um presente especial da minha amiga. Totalmente inesperado. Pulei pela casa mostrando pra todo mundo o que eu tinha ganhado. Haha. Olha minha foto gente! Ahm, sou eu! Adorei. E o chaveiro? E os marcadores? Ahhhhhhh, obrigada Rê! *__________*


Espero que a semana de vocês tenha sido ótima! Com muitos livros o/ =) 

quinta-feira, 24 de maio de 2012

A Jornada, Erin E. Moulton.


Mais um especial: resenhas da minha BFF Ciane aqui no blog! Enjoy it!

A Jornada e o pé de ata! haha

O livro ‘A Jornada’ daria um filme morno. Sabe aqueles filmes infantis chatos que vivem sendo reprisados na sessão da tarde? Pois é...

Resuminho básico: A mãe da pequena Maple está gravida de uma meninha chamada Lily. Tudo parece estar indo muito bem na casa da família T.Rittle, mas a vida resolve dramatizar um pouco a rotina e a bebê acaba nascendo prematuramente e correndo o sério risco de não sobreviver. Maple então decide salvar a vida da irmãzinha recorrendo a uma antiga lenda (contada muitas vezes por sua mãe), a lenda de uma senhora misteriosa conhecida como a mulher sábia, Maple planeja embrenhar-se na floresta em busca dessa figura mítica, pois a lenda diz que ela realiza milagres. Para isso conta com a ajuda de sua irmã mais velha (Dawn), seu fiel cachorro Xereta e uma grande dose de esperança. Bem sessão da tarde mesmo, não é?

A aventura das garotas na floresta é recheada de dissabores, tem até caçador tentando tiro ao alvo com a Maple! Mas tirando esses momentos de desânimo, as garotas seguem sua jornada motivadas pelo amor a irmãzinha caçula, unidas pela fraternidade e esperança. Mas suas diferenças se completam e elas enfrentam obstáculos até atingir o objetivo: encontrar a mulher sábia e pedir que ela garanta a sobrevivência de Lily.

É uma história curta, simples e como já disse morna. O livro é narrado por Maple que ora é uma fofa ora é uma chatinha. Fica a mensagem positiva e ter uma história para contar para as crianças numa reunião de família.

Editora: Novo Conceito
ISBN: 9788563219534
Publicação: 1ªed.2011
Páginas: 200
Idioma: Português
Onde ComprarSaraiva
*Livro recebido para resenha

 E um toque aos desavisados:
Tá rolando promoção do livro aqui no blog. Quem quiser é só conferir Aqui.

quarta-feira, 23 de maio de 2012

Promoção 02 anos de Faz Parte... o/


Enfim, a promoção de aniversário!
Serão seis livros sorteados e seis ganhadores! Basta colocar no formulário a ordem de prioridade da escolha dos livros:

  • ‘Estilhaça-me’ – Kit
  • ‘Footloose’ –Livro
  • ‘Um Mundo Brilhante’ – Kit
  • ‘Ordem dos Arqueiros: Ruínas de Gorlan’ – livro
  • ‘A Jornada’ – Livro
  • ‘O Mundo de Vidro’ – livro autografado e com marcador.


Quem quiser participar é só seguir as regrinhas (vou conferir se fez tudo certinho!) bem fáceis e já conhecidas abaixo:

1- Ser Seguidor do Blog através do GFC.
2- Curti a página do Blog no Facebook
3- Ter endereço de entrega no Brasil 

4- Deixar um Comentário nesse post.
5- Preencher o formulário.
6- O vencedor tem até dois dias para enviar um email com os dados, caso contrário outro sorteio será feito. Eu não vou avisar por email ao sorteado, por isso fiquem ligados no blog para saber o resultado!


Resultado dia 23/06


Pontos extras:

-Comentários nos posts do Blog (A parti da próxima atualização! Comentários antigos não VALEM) valem 3 entradas extras! Ressaltando que o comentário tem que ter coerência e coesão. =)

-Quem participa do Grupo do blog no Skoob tem direito a 3 ponto extras. *Grupo do Skoob*

-No Twitter, tem que está seguindo @NicholeLiny. No máximo um tweet a cada 1 hora. Colocar o link direto do tweet no espaço "Divulgação no Twitter" do formulário (é só clicar onde aparece a data que vc twitou e copiar o link). A cada divulgação preencha o formulário novamente.


No niver de 2 anos do Blog Faz Parte (@NicholeLiny) a comemoração é com muitos livros!
http://tinyurl.com/bnlwnmz


-Pode divulgar ainda no skoob e Facebook... Colocar o link de divulgação no espaço destinado no formulário.

É isso minha gente! Boa sorte a todos!

terça-feira, 22 de maio de 2012

1ª a Morrer, James Patterson.

E minha estante bagunçada ao fundo, como faz!?

Minha história com essa série é engraçada. Eu comecei a ler a série pelo livro quatro. A história ficou ainda melhor no livro cinco. E senti uma necessidade tão grande de ler os três primeiros que quando vi os livros em promoção nem pensei duas vezes e comprei. E agora estou aqui, começando uma série que já li dois livros. Eu disse que era divertido! – ok, talvez só eu esteja vendo a graça. Anyways...

A questão é: A cada livro eu fico mais viciada no ‘Clube das mulheres contra o crime’. E acredite nisso mesmo que você não curta o estilo. Porque eu não gostava. E agora olha eu aqui dizendo: LEIA, LEIA e LEIA!

Em ‘1ª a Morrer’ é onde tudo começa. Aonde aos poucos o clube vai sendo formado. E o pano de fundo dessa formação é uma série de assassinatos intrigantes. Noivos e recém-casados estão tendo suas vidas interrompidas por um serial Killer. A inspetora Lindsay Boxer (quer ser minha amiga?) é quem vai ficar encarregada de descobrir quem estar por trás desses crimes. E é através do ponto de vista dela que aos poucos a trama ganha forma e as pistas vão sendo reunidas.

Esse livro foi épico. Os acontecimentos foram tantos que eu nem mesmo piscava lendo o livro. Dúvidas, reviravoltas, tristezas etc. O ponto central do livro – lógico – é o caso a ser resolvido. Mas existe um espaço reservado para a vida pessoal das integrantes do clube. Nesse livro Lindsay Boxer vai ter sua vida amorosa agitada por inesperado Chris Raleigh além de ter também que enfrentar um grave problema de saúde e, claro, a corrida contra o tempo para evitar mais assassinatos. Eu não disse que era épico?

Alguns rápidos e curtos capítulos são narrados por uma ou outra amiga do clube das mulheres, mas a narração principal realmente é de Lindsay. Afinal, é ela quem estar no centro dos casos.

Eu adorei o desenvolvimento. E me surpreendi com a direção do caso, mesmo desconfiando aqui e ali. Adorei!

Editora: Rocco
ISBN: 9788532523310
Publicação: 1ªed.2008
Páginas: 376
Idioma: Português
Onde Comprar: Submarino

domingo, 20 de maio de 2012

Eu e os livros essa semana #62

“Meme semanal sobre as minhas leituras. O que eu li, reli, estou lendo e pretendo ler. Além dos livros que recebi durante a semana”.


 Oie!
Passando rapidinho para mostrar o que recebi durante a semana-que amanhã, dependendo das milhares de greve aqui em São Luís, tem prova! =x
 Queria ler ‘On the Road’ faz tempo! Criei coragem e enfim está ai... essa era a versão que eu realmente queria. A capa é linda, mas não gostei muito do tamanho das letras. A edição é em inglês.
 ‘Great Expectations’ é mais um do Dickens. E faz  parte de uma das minhas resoluções para 2012: ler Dickens! Estou quase acabando ‘A Tale of Two Cities’ e logo que eu o fizer começo esse. Essa edição foi um achado ótimo. Ela é paperback e as letras são ótimas! E o precinho então! Haha #adorei.
 ‘Finnikin of the Rock’ é da Melina Marchetta, autora que adorei conhecer. Esse é o primeiro de uma série de fantasia. E é muito elogiada! Ansiosa para lê-lo.
 ‘A Arte da Imperfeição’ é totalmente fora da minha ‘zona de conforto’. Autoajuda não é comigo gente, mas vou tentar! Agora a edição é linda, isso é inegável. E o kit então?! Arrasou Novo Conceito.  =)
 Ok. Todos os kits que chegaram são lindos. ‘O Sonho de Eva’ é ainda uma incógnita para mim. Só sei que é autor Brasileiro.
 ‘A Casa das Orquídeas’ é romance. Aparentemente narrado em duas épocas. Adorei o jogo da capa. Ficou instigante! E o livro é gigante! Fiquei até com medo, mas já li resenhas que me fizeram crer que vou adorar a quantidade de páginas.

‘Viva Para Contar’ é sem dúvida o que eu mais estou animada para começar. Eu estou numa vibe totalmente policial – lendo os livros do Patterson nesse momento.  =) Esse lance de mulheres no comando também anima! Haha

 Apesar da minha cidade tá uma zona(greves e mais greves), foi uma ótima semana. Deu pra ler um pouco mais e colocar os estudos em dias.  Como foi a semana de vocês?

 Bj,Ni.

quinta-feira, 17 de maio de 2012

How to Build a House, Dana Reinhardt.

‘Esta vai ser a casa de alguém. Trate-a com respeito. Casa é um lugar sagrado' pg 36

‘How to Build a House’ é mais um livro incrível da autora Dana Reinhardt. Li recentemente outro livro dela chamado ‘The Things a Brother Knows’ e amei – pode conferir minha opinião aqui.

A Dana escreve com uma propriedade que é de deixar o leitor babando. É incrível como ela transforma momentos simples em situações que conseguem comover você – pela emoção ou mesmo por fazer você pensar.

O livro é narrado por Harper, que acabou de começar um programa de verão diferente e com um objetivo louvável – ajudar na construção de uma casa para uma família no Tennessee, que perdeu a casa em um tornado. Além de entrar no programa por compartilhar da causa Harper também tem vários motivos familiares para sentir vontade de dar um tempo de tudo.

Ela perdeu a mãe quando tinha dois anos de idade, mas com o tempo acabou ganhando uma família quando o pai casou com Jane, que já tinha duas filhas, Tess e Rose. Mais tarde veio também Cole, o irmão caçula. Com isso Harper nem sentiu tanta falta assim da mãe verdadeira. As lembranças mais fortes foram construídas ao lado dessa nova família.

Tudo ia bem até o pai de Harper e Jane anunciarem o divorcio. Harper não consegue entender o que aconteceu e muito menos aceitar uma mudança tão drástica e repentina. Agora a única família que ela conheceu se desfez. E a própria relação com Tess, quem Harper sempre considerou sua irmã e melhor amiga, não é mais a mesma. O programa de verão não poderia vim em um momento mais propício.

Em Tennessee Harper vai fazer amigos, vai ter um tempo para pensar sobre tudo que está acontecendo na sua vida e vai acabar aprendendo muito mais do que simplesmente construir uma casa física, vai aprender o verdadeiro significado de lar e das relações.

Sabe quando você ama cada pedacinho de um livro? Foi assim com ‘How To Build a House’. A forma com a autora escreveu te envolve de uma maneira incrível. Cada capítulo corresponde a um passo na construção da casa e ao mesmo tempo na vida de Harper. Algo que contribui muito para a história e para que o leitor tenha noção de tudo o que aconteceu é que a autora intercalou momentos entre o ‘Aqui’(no caso, o Tennesse) e ‘Casa’(tudo o que aconteceu no passado). Isso garantiu um livro sem nenhuma ponta solta!

Mesmo com os problemas na família eu consegui sentir a união entre eles e adorei cada um dos integrantes. – fiquei tão abalada quanto a Harper, principalmente pelas lembranças felizes de infância. Haha

A galerinha do programa de verão também não deixa a desejar. A turma – apesar de não ser tão ‘centro da atenção’ sempre quando aparecia dava show. Adorei o ‘Captain’! Muito divertido. E o coordenador Linus? Uma figura. Também temos a possibilidade de conhecer a família cuja casa está sendo construída. Inclusive o Teddy, filho mais velho do casal, que é o interesse romântico da Harper. E ele é uma fofura gente! Além de ser super cabeça feita. Ai ai, esses personagens literários...

E eu adoro essa capa, casou completamente com a história. Tenho certeza que a Harper é a garota com o martelo, agora os outros eu só tenho palpite... #alouca.

Nem precisa falar que é completamente recomendado não é? Vou lá ler mais Dana Reinhardt com certeza.

***
Editora: Wendy Lamb Books
ISBN: 978-0375844539
Publicação: 2008
Páginas: 227
Idioma: Inglês
Onde Comprar: Book Depository
Inglês Básico

terça-feira, 15 de maio de 2012

I've Got Your Number, Sophie Kinsella.

‘I’ve Got Your Number’ é o mais recente lançamento da autora Sophie kinsella – quem eu acredito que não precisa de apresentações. Ok. Uma pequena apresentação mesmo assim... Ela é autora de vários títulos, incluindo a divertida série ‘Beck Bloom’(nossa querida compradora compulsiva). A kinsella tem como marca registrada, os chick-lits com narrações muito bem humoradas.

E a história de Poppy Wyatt, lógico, segue essa linha com uma história que além de divertida é viciante!

Tudo começa com um anel de noivado (que está há gerações na família do noivo!) perdido. Poppy está desesperada atrás do seu anel de compromisso, com Magnus Tavish, que acabou se perdendo depois de um incêndio no local onde ela e as amigas estavam confraternizando. Para piorar a situação o seu celular – que não é só um celular, é sua vida. – é roubado. Na crise durante a procura do anel, Poppy encontra um celular dando mole. E, claro, depois de um sinal desse ela vai acredita no velho ditado roubado‘achado não é roubado’ e vai começar a usá-lo. Principalmente na busca pelo anel perdido.

Mas é claro que o celular tem um dono e ele vai querê-lo de volta. E Poppy vai ter que lidar com mais um problema... Sam Roxton no seu pé, a pessoa que vai literalmente virar a vida de Poppy de cabeça pra baixo.

Eu gostei muito do livro. O que eu já esperava. Todos os livros da Sophie me deixam feliz com a narração leve e despretensiosa, além da garantia de ótimas risadas.

Os personagens, claro, são figuras. Principalmente a protagonista, Poppy. Ela tem aquela vibe louca da Becky Bloom, mas tem também alguns traços completamente diferentes que conferem personalidade pra personagem, mas ainda senti uma semelhança. Ou talvez seja só a sensação que eu sempre vou ter ao me deparam com um personagem feminino louco! Vai saber.

O único ponto negativo do livro pra mim foi o final. Achei um pouquinho exagerado. Sabe aquele ‘último minuto do segundo tempo’ que deixa o leitor aflito? Foi assim! E eu particularmente acredito que não precisava pesar tanto a mão! Mesmo assim eu perdoo você Sophie, afinal você criou o Sam – que é a coisa mais apaixonante do mundo *_*.

Algo que eu adorei no livro foram as notas de roda pé com os comentários sobre uma coisa ou outra que a Poppy achava relevante! E o que ela acha relevante vai sempre diverti você, pode ter certeza! Adorei!

Já estou ansiosa por outro livro Kinsella! E enquanto isso... vou conferir o títulos by Madeleine Wickham!

***

Editora: The Dial Press
ISBN: 978-0385342063
Publicação: 2012
Páginas: 448
Idioma: Inglês
Onde Comprar: Amazon
Inglês Intermediário

domingo, 13 de maio de 2012

Eu e os livros essa semana #61 - BWB experience!

Oie gente!
O eu e os livros essa semana é um pouco diferente. Vou mostrar pra vocês os livros que chegaram da minha primeira compra no Better World Books e falar um pouquinho sobre minha primeira impressão do site.

Acredito que todos já conheçam a loja. Mas em todo o caso... Better World Books é uma loja que revende em grande parte livros usados – digo em grande parte, porque também existe venda de livros novos (só que eles são tão caros!).

Bom, fiz minha primeira compra por lá já apreensiva porque eu sabia que iria demorar. E porque simplesmente as primeiras compras de importados são sempre tensas. Ponto final. Pois bem, a compra levou quase dois meses pra chegar e eu suspirei aliviada quando cheguei em casa e lá estava a preciosa caixinha esperando por mim.

Uma nova tensão se instala na hora de abrir a caixa...

Sou chata com livros. Eu admiro livros antigos e raros. Não tenho nada contra um amarelado ou algum outro sinal saudável de uso, mas a possibilidade de encontrar livros rasgados me deixou nervosa.

Então vocês podem imaginar o quanto eu fiquei feliz quando abrir a caixa e os livros estavam inteirinhos e muito bem conservados. Alguns quase novos!

Na época que eu comprei a loja estava em promoção então eu acabei surtando e comprei 14 livros. Yes, 14! São tão baratos gente! BWB acabou de ganhar uma fã!

Então, vamos ao que chegou:


 ‘Beatle Meets Destiny’ é lindo. (Amei o HC. É pequeno e os detalhes são tão delicados) e ‘Ballads of Suburbia’:
 ‘How to Build a House’(acabei de ler e é maravilhoso) e ‘After Summer’(foi indicação de uma amiga que adorou):
 ‘The Earth, My Butt, and Other Big Round Things’(desafio Printz!) e ‘Secret Scribbled Notebooks’:
 ‘My Candlelight Novel’ e ‘My Heartbeat’(Desafio Printz! E essa capa é linda!):
 ‘Mahalia’ e ‘Finding Grace’ – esses HC são naquele estilo capa dura sem a Jacket sabe?:
 ‘Everything Beautiful’ e ‘Notes from the Teenage Underground’:
 Feeling Sorry for Celia’ e ‘How to Say Goodbye in Robot’:
Eu amei a compra.Vou sem dúvida comprar mais por lá! Com certeza indico.



E  pra vocês, o que chegou essa semana?

quarta-feira, 9 de maio de 2012

Poison Study (Study #1), Maria V. Snyder.


‘Poison Study’ é o primeiro livro da trilogia ‘Study’ da Autora Maria V. Snyder. A série já está sendo lançada no Brasil e adianto minha opinião falando que é uma leitura maravilhosa da qual você sem dúvida não se arrependerá.
Eu li vários elogios a essa série, de blogueiros aqui mesmo no Brasil e fiquei empolgada para ler. Mas optei pela versão em inglês depois de ler também diversas observações negativas sobre a revisão. Obrigada, mas dispenso livro mal revisado. Eu não poderia ter feito escolha melhor. Porque esse livro merece uma tradução e revisão à altura da história incrível criada pela Snyder.
Você não verá o desenvolvimento de ‘Poison Study’ em outro lugar. O livro tem personalidade própria e muito bem trabalhada pela autora. O ambiente, a forma de organização, as regras, as conspirações, a magia... TUDO ficou bem articulado e tornou a narrativa fluída, sem exageros ou apelação. O leitor fica satisfeito com os picos de adrenalina, pela ação, nos lugares certos. A emoção também vem em boa dose. Bom-humor e Romances nos momentos propícios. Magia credível. Sim. A autora acertou em tudo. Absolutamente em tudo.
Eu adorei a Yelena, protagonista do livro. Ela literalmente comeu o pão que o diabo amassou no passado. O que não significa que vai ter moleza pela frente. Pelo contrário. O livro começa com Yelena tendo que optar por um destino. E um destino que pré-dispõe uma escolha bem difícil. Ser executada imediatamente pelo assassinato do filho de um general ou optar igualmente pela morte, mas esta incerta, já que ser ‘Provadora de comida do comandante’ é um perigo constante. E mesmo assim Yelena se mantém forte e disposta a lutar com o que tem para se manter viva pelo menos por mais um dia, mesmo com o risco diário, com a perseguição do general Brazell, as descobertas sobre seu passado e sobre si mesma e, claro, mesmo com todo o jogo sujo pela disputa do poder. Yes,Yelena Rocksssss!
Igualmente adorável é a dupla Ari e Janco. Logo que eles apareceram eu tive certeza de que não passariam despercebidos.  O comandante Ambrose foi um personagem que me surpreendeu bastante. Eu pensava que ele seria um ditador completo, mas apesar de deter um grande poder é bastante justo. O que me lembra de que a sociedade militarizada da Snyder tem mais alguns elementos que me surpreenderam. Como, por exemplo, a igualdade entre homens e mulheres. Lá não existe a teoria do sexo frágil, mulheres ocupam cargos tão importantes como dos homens. E isso é legal demais!
E, lógico, temos Valek que com certeza desperta o lado histérico de qualquer garota. Valek, give me the poison, I don’t care, just to be mine! Ele é tão, tão… sem palavras! E não me refiro só a sua beleza. Ele é inteligente, decidido e sempre estar pronto para socorrer a Yelena, no momento certo e na hora certa.  AHHHHHHHHHHHHHH!

‘O que eu tenho recebido de você, Valek? Lealdade? Respeito? Confiança?’
‘Você tem minha atenção. Mas me der o que eu quero e você pode ter tudo’ pg 308



Ok, pausa para respirar!
Em suma, todos os personagens que apareceram no livro foram indispensáveis. Até mesmo porque participaram de todo o joguinho de quem era o traidor e quem era confiável. Li desconfiando e confiando de todos. Adorei isso!
Minha alegria no final foi tanto com relação ao desfecho da história quanto também com a certeza de que ainda não vou me despedir do mundo que conheci em ‘Poison Study’. Tem mais dois livros!


***
Editora: Mira
ISBN: 978-0778327110
Publicação: 2008
Páginas: 416
Idioma: Inglês
Onde Comprar: Amazon
Inglês Intermediário

terça-feira, 8 de maio de 2012

Um Mundo Brilhate - T. GREENWOOD

Mais uma resenha cheia de sinceridade da minha Best Friend Ciane aqui no Blog. Ela já virou colunista, só que ainda não sabe. Muito obrigada pela resenha amiga! Haha
Ben Bailey, professor de História e Barman, é um cara normal que ‘leva’ uma vidinha simples num lugar chamado Flaestaff. Até que numa fria manhã de novembro ao sair de casa para apreciar a primeira neve do ano, ele encontra um jovem que morreu espancado, na sua porta.
Chocado com a morte brutal do rapaz e tocado pela dor, beleza e personalidade de Shadi Begay, irmã do falecido, Ben se vê tentando desvendar este crime bárbaro. Mergulha tão profundamente no caso que vai se desligando dos laços que o prendem à sua vidinha cotidiana e assume uma atitude existencialista questionando a si mesmo e suas escolhas.
É um romance existencialista melancólico, não chega a ser brilhante, é razoável. Trata de questões como preconceito, luto, justiça, impunidade, amor...
Ben parece entediado com sua vida. Uma vida que ele mesmo escolheu, mas onde se acha uma vítima. Está noivo de Sara, uma enfermeira de boa família que está disposta a manter um relacionamento deles, embora esteja mais do que na cara que estão fadados a fracassar um com o outro. A situação piora quando ele se apaixona por Shadi e vê nela um escape da sua existência tediosa.
Sendo puxado para lados opostos Ben é obrigado a confrontar a si mesmo e a contemplar a responsabilidade de suas escolhas. No final há apenas duas: Fugir ou enfrenta-la.

Editora: Novo Conceito
ISBN: 9788563219411 
Publicação: 1ªed.2012
Páginas: 336
Idioma: Português
Onde ComprarSaraiva
*Livro recebido para resenha

domingo, 6 de maio de 2012

Eu e os livros essa semana #60




“Meme semanal sobre as minhas leituras. O que eu li, reli, estou lendo e pretendo ler. Além dos livros que recebi durante a semana”.



Muitos livros essa semana o/
Além dos que eu comprei recebi também presentinhos. Vamos conferir?
  ‘The Perks of Being a Wallflower’. AHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHH, eu queria muito ler antes de ver o filme. E eu queria justamente essa edição. Considero a mais LINDA ever! =)
  ‘A desirable residence’ é um dos diversos títulos da Sophie Kinsella escrevendo com seu nome verdadeiro: Madeleine Wickham. Versão Pocket!
 ‘A Step From Heaven’ é mais um livro para o ‘Desafio Printz’. O livro é curto, mas as letrinhas são pequenas. A história parece ser ótima e é sob o ponto de vista de uma garotinha. Estou muito animada.
‘How I live Now’ também é para o desafio Printz. (O desafio é empolgante na hora de compra, só falta arranjar tempo pra ler os livros haha).
 Dando uma olhadinha nos outros livros da Meg Rosoff eu fiquei muito curiosa por outro título dela, o ‘Just in Case’, que tem um narrador masculino e uma história inusitada.
 E agora os presentinhos da minha BFF Ciane! Porque ela me ama, me deu duas coleções de mangás. A coleção ‘Honey and Clover’ e...

  ‘Ouran Host Club’, que eu já comecei a ler e é Hilário.


Como foi a semana de vocês?
 Bj,Ni

quinta-feira, 3 de maio de 2012

Spell Bound(Hex Hall #3), Rachel Hawkins.

Meu Vade Mecum acabado! Mas ainda assim dando apoio a Spell Bound!
  
Podem ler à vontade. NÃO tem spoiler. (Nem falei do plot para evita-lo). Somente minha impressão do livro.

Aqui no blog tem resenha de ‘Hex Hall’ e ‘Demonglass’.


E chega ao fim mais uma série querida. Dessa vez foi a trilogia ‘Hex Hall’. Série que deixou uma marcante e ótima impressão da autora Rachel Hawkins.

‘Spell Bound’ aproveita a deixa de ‘Demonglass’ e não perde tempo entre os dois momentos. Agora confesso que o meu ritmo não estava tão conectado a história no começo, afinal de contas eu estou esperando esse livro há muito tempo. Então demorou um porquinho para que eu entrasse no clima da história. Mas não precisa se preocupar porque a Sophie relembra você do que aconteceu nos livros anteriores.

A narração divertidíssima que eu tanto amei nos outros livros continua. Eu rir bastante, e em praticamente todas as páginas, das tiradas da Sophie. Inclusive o Archer ficou mais legal nesse livro-pelo menos para mim – por esses momentos divertidos. É, dou o braço a torcer, eles são fofinhos juntos. De novidade o livro trás vários personagens novos além de alguns lugares também. Essa é uma série que constantemente muda de ambiente. O que eu acho muito legal. Mas continuo amando especialmente as cenas no ‘Hex Hall’. haha

Eu gostei do livro, mas não foi o meu preferido. Por mais eu tenha aproveitado a leitura e me divertido eu não senti a mesma euforia dos outros. Talvez por não ter tido tantas surpresas quanto nos outros ou mesmo por causa de algumas que coisas aconteceram e que eu não gostei tanto.(apesar de entender)

O fato é que apesar desses detalhes, o livro foi bom e com certeza ‘Hex Hall’ será uma série lembrada com carinho. E a autora Rachel Hawkins estará na minha listinha de ‘autores que acompanho’.
A Trilogia!


***
Editora:
 Hyperion Book
ISBN: 978-1423121329
Publicação: 2012
Páginas: 336
Idioma: Inglês
Onde Comprar: Amazon
Inglês Básico/Intermediário